BTS 2019 | Sessão de Projeção: O Desktop é um Palco

O Desktop é um Palco
(mostra convidada)

Quinta-feira | 12/09 – 12h | Cine Metrópolis – UFES

Harun Farocki: the Counter-Image
Kevin B. Lee, Alemanha, 2018, 11’10”

CRÉDITO DA IMAGEM: Copyright: Kevin B Lee/Harun Farocki GbR

Contra-Internet Inversion Practice #3: Modeling Paranodal Space
Zach Blas, Reino Unido, 2016, 3’

Um filme-instalação de ficção científica queer que inclui cenas ao vivo e CGI, esculturas de vidro soprado e uma publicação, Contra-Internet confronta a transformação da Internet em um instrumento para a opressão executada pelo Estado, em função do capitalismo acelerado. Invocando uma prática de plagiarismo utópico, o filme se apropria de métodos queer e feministas para especular sobre os futuros da Internet e das redes alternativas.

Hiding Our Faces Like a Dancing Wind
Yazan Khalili, Palestina, 2016, 7’30”

O vídeo apresenta o rosto – claustrofobicamente aprisionado na tela da câmera – de uma mulher que busca repetidamente confundir a tecnologia de reconhecimento facial, enquanto uma sequência de máscaras étnicas irrompe no quadro. Sondando as novas tecnologias de vigilância e arquivamento, bem como nossas crescentes preocupações globais sobre segurança e mobilidade, aborda-se a tendência tecnológica de tipificar indivíduos, evocando os mecanismos coloniais de classificação racial e a construção de narrativas históricas, por meio dessa tipificação.

Miscalculated Projections
Alice Dalgalarrondo, Brasil/Alemanha, 2015, 13’

Vídeo-ensaio criado a partir de imagens do Google Street View da Cracolândia, em São Paulo, e de Namie, em Fukushima. A obra faz uma observação crítica sobre o dispositivo e questiona noções de privacidade e individualidade, refletindo sobre como o Street View tornou-se uma máquina de documentação de memórias da cidade.

All That Is Solid
Louis Henderson, França/Reino Unido, 2014, 15’

“Tudo que é sólido se desmancha no ar, tudo que é sagrado é profanado, e o homem será por fim compelido a encarar sobriamente as suas reais condições de vida e as suas relações com a própria espécie”. Um estudo tecnográfico sobre reciclagem eletrônica e mineração neocolonial filmado no lixão eletrônico de Agbogbloshie, em Accra, e nas minas de ouro ilegais de Ghana. O vídeo constrói um mise en abyme, de forma a dissipar o mito capitalista da materialidade das novas tecnologias, revelando o peso mineral sobre o qual a Nuvem, em suas origens terrenas, está assentada.

How To / Why Leave Facebook
Nick Briz, Estados Unidos, 2014, 11’07”

Um tutorial/vídeo-ensaio sobre como & por que sair do facebook sem apagar sua conta (mais @ nickbriz.com/facebook).