BTS 2019 | Palestra – Alan Warburton

SEGUNDA-FEIRA 09/09 – 20h
Cine Metrópolis – UFES

Mundos Terminais! Realismo computacional e estéticas incoerentes

Alan Warburton (Reino Unido)

 

Sistemas software de computação gráfica (CGI) estão evoluindo rumo a um paradigma de construção de mundos através de uma sucessão de inovações temporárias. Os algoritmos, funções, atributos e fluxos de trabalho do CGI permitem a produção industrial de simulações coesas, racionais, espetaculares e (fotor)realistas. A maior parte dos indivíduos, no entanto, não possui a capacidade de trabalho ou o capital necessário para apagar os rastros da automação. Em vez de construir mundos, artistas os desconstroem, apropriando-se da tecnologia para produzir simulações alternativas e mundos terminais, expressando com isso novas (e incorentes) estéticas. A partir da filosofia da técnica, esta apresentação vai delinear como criadores têm experimentado com subsistemas descartados, disparidades técnicas, eficiências temporárias, apêndices técnicos e invenções incompletas, mapeando sua virtualidade aberta.

Alan Warburton é um artista britânico queer que articula tecnologicamente a produção de curtas-metragens, gravuras, esculturas, modelos 3D, experiências AR e VR. Já expôs suas obras internacionalmente em instituições e festivais, como a Photographers Gallery, o Museu de Arte Carnegie, o Festival Transmediale, a Galeria Nacional de Victoria, o Fotomuseum Winterthur, o Ars Electronica, o Museu Austríaco do Cinema, o Southbank Centre e o Barbican. Parte de seu trabalho está na coleção do British Film Institute.