BTS 2019 | Palestra – Virginia Crisp

TERÇA-FEIRA 10/09 – 09h30
Cine Metrópolis – UFES

Mudando as regras (da indústria) dos jogos: ambientes de trabalho inclusivos em estúdios de jogos mobile

Esta pesquisa considera o modo como certas reconfigurações dos sistemas audiovisuais e a emergência de novas práticas e políticas midiáticas podem influenciar as normas de trabalho na indústria dos jogos. O caso dos videogames nos permite examinar como mudanças na tecnologia propiciam práticas de produção que, inadvertidamente, levam a ambientes de trabalho mais seguros e solidários, promovendo inclusão no lugar de toxidez e precariedade. Na apresentação, serão compartilhados resultados de uma pesquisa, realizada no começo de 2019, sobre a experiência de mulheres que atuam na indústria dinamarquesa dos jogos. Ao contrário do que se costuma reportar sobre as condições de trabalho nesse campo, normalmente vinculadas a exploração dos empregados, essas mulheres descrevem suas experiências de trabalho como eminentemente positivas. A partir disso, este artigo examina quais fatores podem ter contribuído para essas experiências construtivas, buscando refletir sobre como outros ambientes de trabalho da indústria dos jogos podem aprender com esses espaços mais inclusivos.

Virgínia Crisp é professora de Cultura, Mídias e Indústrias Criativas no King’s College London e cofundadora da rede Besides the Screen. Ela é autora de Film Distribution in the Digital Age: Pirates and Professionals (2015) e coeditora, junto com Gabriel Menotti, de Practices of Projection: Histories and Technologies (no prelo) e de Besides the Screen: Moving Images Through Distribution, Promotion and Curation (2015). Suas pesquisas abrangem a circulação de mídia, a exibição cinematográfica, o compartilhamento de arquivos e a pirataria.